Jeremiah Burroughs
Mais uma vez, Ele é tudo em todos na falta de coisas, o que quer que nos falte. Não nos faltam graça, não nos faltam dons, não nos faltam os confortos exteriores no mundo? Isto é suficiente em Cristo. É Cristo que é, ao invés de tudo, que é melhor do que tudo, e que irá fornecer tudo em seu devido tempo. Aqueles que conhecem a Cristo e possuem familiaridade com Ele, embora tenham este e aquele conforto tirados deles, ainda sabem como efetuar sem provisão em Cristo. Eles têm essa habilidade, e arte, e mistério da piedade que eles podem fazer que Cristo seja tudo em todos na falta de tudo, e isso é uma grande habilidade e mistério da piedade para saber como fazer-se tudo em Cristo, na falta de tudo.

Novamente, para os santos, Cristo é tudo em todos no gozo de todos. Quando eles nunca sequer gozam dos confortos das criaturas, Cristo é tudo em todos para eles. A satisfação que suas almas têm não é que eles têm propriedades maiores, mais amigos, ou mais conforto do que outros, mas que eles sabem como desfrutar Cristo em tudo, e podem olhar para isto como um fruto da aliança que Deus fez com eles em Cristo e como descendo da fonte do Amor Eterno de Deus e da misericórdia em Seu Filho. [Em] Zacarias 9:11, Deus diz que, quanto a ti, por causa do sangue do Seu pacto, eu libertei os teus presos da cova em que não havia água. O que é dito da libertação dos prisioneiros pode ser aplicado a todas as misericórdias que um crente goza. Seja qual for a libertação que ele tem do mal, tudo de bom que ele é possuidor, é por causa do sangue do Pacto.

Um crente pode olhar para cada pedaço de carne que ele tem, e sobre tudo de bom que ele goza, e pode ver [que] tudo isso vem a ele pelo fluxo do sangue de Cristo. E assim vêm mais docemente. O sol não brilha tão quente pelo ar como o faz através de uma lupa. Pegue uma lupa e segure-a entre você e o sol e a lente vai concentrar os raios do sol de modo que ele terá uma eficácia de calor, a ponto de queimar novamente. Assim, a bondade de Deus que vem para as pessoas através da generosidade comum e paciência de Deus não tem uma eficácia para aquecer e esquentar seus corações, para os atrair a Deus. Mas, agora, Cristo é, por assim dizer, a lente de aumento que é mantida entre Deus e a alma, e como a misericórdia que vem através deste aquece a lente de aumento e esquenta os confortos exteriores! Portanto, não há pessoas no mundo que possam desfrutar de confortos exteriores com tanta plenitude de contentamento como faz o povo de Deus, porque todos eles [os confortos exteriores] vêm a eles por meio de Cristo. Cristo é tudo em todos no gozo de todos.

Apenas para dar-lhe mais um detalhe. Como Ele é tudo em todo bem que temos da parte de Deus, então, Ele é tudo em tudo o que oferecemos a Deus: como na descida de Deus para nós, bem como na subida de nós para Deus. Cristo deve estar aqui. Ele deve ser tudo em todos em nossos serviços. Apesar de nossos serviços nunca serem realmente bons, embora eles sejam espirituais, eles devem ainda encontrar aceitação junto do Pai por meio de Cristo. Este texto em 1 Pedro 2:5 é muito marcante quanto a isto: “Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.” (1 Pedro 2:5) Observe, para oferecer sacrifícios espirituais. Mas embora o sacrifício seja espiritual, isso não é suficiente para torná-lo aceitável. Cristo deve estar nele, portanto, ele acrescenta: aceitáveis ​​a Deus por Jesus Cristo.

Se Cristo é tudo em todos, então vamos bendizer a Deus que já conhecemos de Cristo, e que o grande mistério do Evangelho foi revelado a nós. Caso contrário, teríamos sido sem Deus no mundo, e o que teria sido de nós [se] não tivéssemos essa graça de Deus no Evangelho que nos foi revelado? Poderia já ter entrado em seu coração? Certamente que não, nem para o coração de qualquer criatura no céu e na terra. Portanto, bem-aventurados os vossos ouvidos que ouvem as coisas que você ouvem. Bem-aventurados os olhos que veem o que vós vedes, e sei que quando chegarem a viver sob o ministério do Evangelho, vocês desfrutarão da maior misericórdia que vocês [já] tenham desfrutado desde que nasceram.

Isso mostra o quão querido Jesus Cristo deve ser por nós. Ó, como devemos nos deleitar e contentar- nos n’Aquele que traz os tesouros da graça do seio do Pai, e os abre para nós. E Ele não somente predispõe os ânimos de Deus Pai para nós, mas vem e dispensa o tesouro da bondade de Deus por nós. Ele foi interrompido antes, mas Cristo abre as comportas e permite que a corrente de graça e misericórdia [venha] sobre nós. Oh, quão querido, então, deve ser Cristo por nós?                                                   

Este foi o discurso do mártir sr. Lambert: “Ninguém senão Cristo, ninguém senão Cristo”. Sim, quando ele sofreu o martírio por Cristo. Então ninguém senão Cristo era querido por ele, porque ele viu que Cristo era a maneira de transmitir tudo de bom para ele. Se Deus fosse agora fazer de um homem o meio de transmitir uma grande porção de bens para uma nação, cada homem estará pronto para ter seus olhos sobre aquele homem. Mas nunca houve uma tal maneira de transmitir bens para nós como Cristo. Portanto, como é que os nossos corações deveriam ama-lO, valorizá-lO, e alegrar-se com o próprio pensamento nEle?

Se você tem um amigo querido, e Deus faz desse amigo um instrumento de misericórdia para você, como é que você valoriza esse amigo? Se o marido é um instrumento de bênçãos para sua esposa ou a esposa para o marido, se um ministro ao seu povo ou o povo para o seu ministro? E assim é em todas as relações. E se ele faz isso entre homem e homem, como deve fazê-lo muito mais entre nós e Cristo, que é de fato o Noivo de Sua Igreja, e através de quem a plenitude de Deus é deixada para o Seu povo? Ó, quão caro e precioso, portanto, Ele deveria ser para nós!

Cristo é tudo em todos? Então, se temos uma participação nEle, Ele deve satisfazer e contentar-nos ainda que não tenhamos nada ou que não sejamos nada. Por quê? Porque, se temos a Cristo, temos tudo. Apesar de vós terem falta de bens, amigos, propriedades, conforto externos, conhecer a Cristo é o seu tudo, e Ele não é o suficiente? Como Ele disse: Não sou eu melhor para ti do que dez filhos? Então, Cristo diz à alma: “O que lhe falta? Você não tem esse conforto e outro conforto, mas eu não sou tudo em tudo para você, e melhor do que tudo isso?” Sim, esteja disposto a fazer nada, pois tudo é feito em Cristo.

Novamente, Ele deveria ter nos colocado sobre isso, estar disposto a desistir de tudo o que temos por Cristo. Infelizmente, o nosso tudo não passa de um tudo-pobre, ainda [assim] dê-lo a Cristo. Nossas bens, as nossas propriedades, os nossos nomes, que Cristo tenha tudo, porque Ele é o nosso tudo.

Que Ele seja a regra da nossa valorização das coisas. Na medida em que vermos algo de Cristo, o valorizemos adequadamente. Relata-se do sr. Bucer que se ele não pudesse ver nada de Cristo em qualquer homem ou mulher, embora eles nunca tenham sido tão miseráveis e maldosos, seu coração iria fechar-se para eles. Diz-se de Austin, que antes de sua conversão, ele teve grande prazer em ler obras de Cícero, mas depois ele disse: “Eu não encontrei o nome de Cristo em todos [os escritos] de Cícero”, o que levou o seu coração [para] longe dele. Assim, em tudo o que você apreciar, observe o quanto você vê de Cristo nisto. Até o momento deixe o seu deleite e estima serem realizados em direção a isto e não mais adiante.

Com a poderosa intenção de espírito deve ser o coração inclinado em direção a Jesus Cristo em todas as coisas! Embora Deus dá-lhe uma propriedade e honra no mundo, se você não tem a Cristo, você não tem nada. Você não tem aquele que abre caminho por você para a eternidade. Portanto, não esteja satisfeito com nada sem Cristo. Como Abraão disse: Que me darás Senhor, pois ando sem filhos? Então você diz: “Senhor, Tu me deste uma porção neste mundo. Tu me deste crédito e reputação entre os homens, mas, Senhor, o que é tudo isso para mim, se eu estiver sem Cristo e não tendo a Ele que é o canal de graça para minha alma, Ele que é tudo em todos? Oh, Senhor, Tu me ensinaste neste dia que tal é a distância e ruptura entre Ti e eu que, a menos que seja feito por meio de um Mediador, eu devo perecer eternamente. Portanto, dá-me a Cristo, mesmo que me negues qualquer outra coisa.”

Não se satisfaçam com qualquer coisa fora de Cristo! Muitos hipócritas se satisfazem com dons. Se eles têm dons, então eles estão contentes. Considere que na parábola em Mateus 13:45-46, o homem comerciante procurava boas pérolas, mas quando Ele encontrou a pérola de grande valor, então ele foi e vendeu tudo o que tinha e comprou-a. Agora, dádivas, e bens e outras realizações são essas boas pérolas, mas Cristo é a Pérola de grande valor. Portanto, o que você tiver, esteja disposto a separar-se disto por Ele. Se Deus revelou-lhe a Pérola de grande valor, não deixe pérolas formosas satisfazê-lo. Muitas almas perecerão eternamente, porque elas estão satisfeitas com boas pérolas e não se esforçam para obter esta Pérola de grande valor. Em sua busca por Deus, não se esqueça de levar Cristo junto com você.

Vou dar-lhe apenas esta nota: se este fosse o último momento para orar a Deus e sua herança eterna dependesse da misericórdia de Deus, você deveria buscar a Deus tão sinceramente como nunca antes, se for apenas de uma forma natural, como o seu Criador; a sua condição será muito terrível, e você perecerá eternamente. Se Deus colocasse qualquer um de vocês sobre sua enfermidade ou leito de morte vocês deveriam clamar a Deus por misericórdia, não se esqueçam de levar Cristo junto com você e olhar para Deus por meio de Cristo, ou então todos os seus gritos não serão de nenhum proveito. Lutero disse que o olhar de Deus para o que está fora de Cristo é o mais terrível e espantoso. E isso prova a grande quantidade de ignorância em nós quando pensamos que podemos ir a Deus e encontrar misericórdia nEle, sem considerá-lO como um Deus que se reconciliou conosco somente através de Seu Filho.

Para concluir tudo, como disse Cristo: Se eu for levantado, atrairei todos os homens a mim. Portanto, este é o trabalho do nosso ministério. Nós gastamos o tempo entre vós, para que possamos trabalhar para levantar Cristo para vocês, e ó, que Deus satisfaça-Se em atrair todas as suas almas para Si Mesmo.

.
——————————
♦ Este texto é um trecho do sermão, Cristo é Tudo Em Todos, Escrito por Jeremiah Burroughs. Fizemos um e-book deste Sermão, faça o download clicando AQUI
♦ Fonte: PuritanSermons.com │Título Original: Crist is All in All
♦ Tradução: William Teixeira
♦ Revisão: Camila Rebeca Almeida
♦ As citações bíblicas usadas nesta tradução foram retirada da versão ACF (Almeida Corrigida Fiel)
Reforma Radical

Formulário de Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Somente a Escritura - Somente Cristo - Somenta a Graça - Somente a Fé - Glória Somente a Deus!!