“Todos os que querem mostrar boa aparência na carne, esses vos obrigam a circuncidar-vos, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo. Porque nem ainda esses mesmos que se circuncidam guardam a lei, mas querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne.” – Gal. 6:12-13

Não é sem motivo que Deus exorta fortemente aqueles cujo dever é pregar a Palavra e não buscar graça e favor aos olhos dos homens. Ele espera que eles fechem os olhos para as opiniões humanas, a fim de que eles não virem-se para um lado ou para o outro, impedidos de cumprir adequadamente suas funções. Na verdade, sabemos que é impossível para nós cumprir a nossa função corretamente a menos que fixemos nossos olhos em Deus e desviemos os olhos dos homens; nós podemos facilmente ser corrompidos se não fizermos o contrário, e é preciso muito pouco para nos transformar de uma forma ou de outra. No entanto, a lealdade mais importante exigida daqueles que têm a responsabilidade de pregar a Palavra de Deus é que eles não sejam tentados, através de ambição ou avareza, a falar para agradar e satisfazer os homens. Eles não devem ter medo de perigos ou ameaças. A experiência mostra que, assim que um homem teme por sua própria pele, ou então olha para o seu próprio lucro, ele irá mudar em pouco tempo.

É verdade que aqueles que buscam agradar aos homens, desta forma estão demonstrando nesse momento que eles são maus ou inimigos da verdade; como, aliás, o nosso Senhor Jesus mostra no décimo capítulo do Evangelho de João, onde ele faz uma distinção entre os mercenários e os lobos (João 10:12). Tendo falado de bons e fiéis pastores, que buscam o bem-estar comum do rebanho, ele diz que há lobos devoradores, ou ladrões, que buscam apenas saquear tudo, causando, assim, o caos e a confusão. Estes são pessoas que lutam abertamente contra Deus, e se esforçam na luta para derrubar a doutrina do Evangelho puro. No entanto, há outros que correm com a lebre e a caça com os cães, e que fingem ser servir a Deus. No entanto, nenhum pode edificar, nem mesmo através de seu zelo, pois eles são desprovidos de integridade.

Ao passo que a eles não custa nada, eles simplesmente fazem um show plausível. De fato, tanto que muitas vezes podemos ser enganados porque consideramos que eles sejam ministros de Jesus Cristo. No entanto, eles só procuram remunerações e são dedicados a encher seus próprios buchos. É por isso que, quando ameaçados, eles ficam com medo e eles imediatamente mudam, alteraram a sua abordagem. Ontem eles pareciam defender a Palavra de Deus, mas hoje eles estão recostando-se aqui, ali e em toda parte. Por quê? Porque eles percebem que isso vai agradar a todos, e, assim, será mais lucrativo para eles.

É por isso que Paulo agora avisa aos gálatas que aqueles que os perturbava e os desviavam do caminho certo foram entregues às suas próprias ambições; é por isso que eles lançam dúvidas sobre certas doutrinas. Até este ponto, Paulo usou razão em seu debate para mostrar que, se colocamos a nossa confiança em Jesus Cristo, as formalidades da lei são inúteis.  A sua aplicação foi temporária; elas foram projetadas para nos mostrar que, se estamos realmente inclinados sobre a graça que foi comprada por nosso Senhor Jesus Cristo, não devemos buscar justificação aos olhos de Deus, por nosso mérito ou qualquer outra noção tola. Paulo tem exposto este argumento, justamente porque era necessário para ele fazer isso. A fim de que os simples de coração fossem movidos ainda mais profundamente, ele vem e se dirige as pessoas, dizendo: Levem em consideração que essas pessoas com quem eu luto misturaram a lei cerimonial com o Senhor Jesus Cristo. Eles estão motivados pelo zelo, ou um desejo de servir a Deus? Nem um pouco! Eles têm mais olhos no perigo de serem perseguidos.

Portanto, o medo faz com que eles distorçam a Palavra de Deus, não é necessário que você faça exames e mais exames sobre o tipo de pessoas que são, e se você pode confiar neles. Por que você vai ver a rapidez com que mudam e alteram simplesmente porque evitam conflitos. Assim, sendo traidores de Deus por seu medo, eles procuram ser acreditados, para que as pessoas respeitem o que eles dizem. Este é o objetivo de Paulo aqui.

Isto ensina que todos os ministros da Palavra devem ter constância e fidelidade, que eles não se preocupem sobre se as doutrinas que pregam são odiadas ou se são agradáveis aos seus ouvintes. Eles devem seguir o seu curso, e não atacar a vela ao menor sinal de vento, nem devem eles balançarem, moldando-se aqui e ali. O que quer que ocorra, as mudanças e revoluções, seja qual for o problema e confusão que venha a surgir, não podem deixar de continuar a servir a Deus. Portanto, devemos colocar em pratica o que aprendemos anteriormente, porque se procuramos agradar aos homens, estamos abandonando o serviço do Filho de Deus. Este é o primeiro ponto.

Portanto, todos os crentes podem tirar uma boa instrução, prática dessa passagem. Devemos ter cuidado com aqueles que buscam seu próprio lucro e vantagem, desejando aplausos e elogios dos homens. Essas pessoas nunca têm qualquer estabilidade. Como eu já disse, isso pode ser imediatamente visível, porque alguns são bobos; Eles ainda pensam que é graças a eles que a Palavra de Deus não parece odiosa, e é bastante aplaudida.

Portanto, eles podem parecer estar em chamas, e ainda mudar de ideia durante a noite. Se há qualquer perigo e eles veem que eles estão sendo convidados a dar testemunho do Senhor Jesus Cristo, então eles revelam sua covardia e, finalmente, viraram na direção oposta, e viram o casaco como diz o provérbio. Aconteça o que acontecer, vamos sempre nos lembrar, que só podemos confiar naquelas cujas vidas são retas, eles não se afastam quando veem o mundo conspirar contra eles. Mesmo quando os outros estão tão possessos de raiva que eles parecem estar prestes a devorá-los, e mesmo quando os perigos são mais visíveis, eles devem continuar firmes e constantes. Desta forma, podemos distingui-los como servos de Deus. Mas aqueles que alteram e falsificam, que falam uma coisa, depois outra (para fugir do ódio dos homens e evitar o sofrimento da perseguição), devemos nos resguardar para que não sejamos enganados ou iludidos, pois eles são como pragas mortais. Nós não podemos ter qualquer segurança ou apoio a menos que mostrem o bom senso e cuidado que Paulo exorta-nos a ter nesta passagem.

Portanto, esta mensagem é necessária hoje. Pois, por que tantos hipócritas murmuram como prostitutas tão valentemente contra a Palavra de Deus, e mantem graves abusos, como vemos no papado: as superstições, idolatrias, erros? É porque eles sabem que se não manter a panela fervendo, e as coisas do jeito deles, eles simplesmente vão morrer de fome!

________________________________________________
Apenas uma parte do sermão por título "Ravening Wolves Who Wreak Havoc", by John Calvin
FONTE: http://reformedsermonarchives.com/cal17.htm (The Reformed Sermon Archives)

TRADUÇÃO: http://trovian.blogspot.com.br (Estudos e Mensagens Cristãs)
REVISÃO: Necilia Paula
__________________________________________________
Se for usar o artigo não acrescente nada a ele. Também não use para fins comerciais.
Indique as fontes do original, tradução e revisão.
Reforma Radical

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Somente a Escritura - Somente Cristo - Somenta a Graça - Somente a Fé - Glória Somente a Deus!!