Obscurantismo auto-imposto
Nós vivemos em uma época de Obscurantismo auto-imposto.

Por quê? As razões são claras. O homem natural é uma criatura caída, é moralmente corrupto e está empenhado em ter autonomia isto é, em governar-se a si mesmo. Ele odeia a Deus porque Deus é justo e ele odeia as leis de Deus porque elas o censuram e restringem a sua malignidade. Ele odeia a verdade, porque ela expõe quem ele é e aflige o que lhe restou de consciência.

Portanto, o homem caído busca empurrar a verdade – especialmente a verdade sobre Deus – para o mais longe possível dele, para eliminá-la. Ele irá a qualquer extremo para suprimir a verdade, até mesmo ao ponto de pretender que a verdade é algo que não existe – ou, se na verdade existe, não pode ser conhecida, ou não tem relevância alguma em nossas vidas.

Perceba isto com respeito ao Evangelho: nunca é o caso de um Deus escondido, mas sim do homem que se esconde. O problema nunca é o intelecto, mas a vontade. Eu não creio que a bíblia dê algum espaço para o ateísmo. Há homens mentirosos e inimigos de Deus que empurram a verdade para fora de suas mentes, mas não há tal coisa como ateus. “Porque apesar de terem o conhecimento Dele” [Rm 1:21]. Você vê? Assim como um homem que esconde a sua própria cabeça na areia para evitar um rinoceronte, o homem moderno nega a verdade do Deus justo e de moral absoluta, com a esperança de silenciar a sua própria consciência e arrancar de sua mente o juízo que sabe que deve vir.

Agora, o Evangelho cristão é um escândalo para o homem envolvido como relativismo e para a sua cultura, porque o evangelho cristão faz exatamente aquilo que o homem deseja evitar: desperta-o do adormecimento auto-imposto para a realidade de sua natureza caída e rebelde,  e o chama a rejeitar a autonomia e o autogoverno e se submeter a Deus através do arrependimento e fé em Jesus Cristo.

Agora, também vivemos em uma época de Pluralismo, um sistema de crença que põe fim a verdade, declarando que tudo é verdade. Compreendem o que eu estou dizendo? Quando tudo é verdade, isto é, quando declarações contraditórias e diametralmente opostas são ambas etiquetadas como verdades, o resultado é a morte da verdade. O que eu vou dizer pode ser meio difícil de entender para os cristãos contemporâneos: os cristãos que viveram no primeiro século da fé cristã foram marcados e perseguidos como ateus, e você também será perseguido.

____________________________________
Apenas um trecho.
Transcrito por: Jefferson Santos e Necilia Paula
Reforma Radical

Formulário de Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Somente a Escritura - Somente Cristo - Somenta a Graça - Somente a Fé - Glória Somente a Deus!!